Sobre o FICE

FICE-Internacional foi fundado em 1948 com apoio da UNESCO em Trogen (Suíça). Hoje, ainda mantém contato com ela e outras instituições como UNICEF, Conselho da Europa e ECOSOC. O FICE também é membro da UN-NGO-Group (grupo de Organizações não-governamentais do Reino Unido) na luta pelos Direitos da Crianças e membro da ENSACT.

FICE-Internacional engloba mais de trinta países – FICEs locais – na Europa, África e América.

VISÃO

A visão do FICE-Internacional  é criar redes intercontinentais pelo mundo todo para apoiar ações  e trabalhadores das áreas de cuidados às crianças em situação de risco, crianças com necessidades especiais e crianças e jovens em situação de acolhimento. Todas as atividades visam respeitar a personalidade, os interesses e as necessidades das crianças e dos jovens.

O FICE-Internacional defende:

  • Crianças em situação de acolhimento
  • Crianças com necessidades especiais
  • Crianças em situação de risco

O maior objetivo do FICE é contribuir para o desenvolvimento do sistema de acolhimento.

O FICE:

  • Reconhece a individualidade das crianças, jovens e suas famílias- Defende a família como estrutura básica do desenvolvimentos das crianças
  • Nunca tentará forçosamente encaixar uma criança em  normas pré determinadas- Advoga por um acentuado desenvolvimento do apoio para crianças e jovens que não podem viver com suas famílias
  • Busca soluções para agregar segurança, relações confiáveis e perspectivas de vida- Baseia seu trabalho na Convenção dos Direitos da Criança da ONU
  • Rejeita qualquer tipo de discriminação étnica, sexual, linguística, religiosa, política ou social.

Para atingir seus objetivos, o FICE-Internacional:

  • Trabalha  por meio das FICEs locais. Seus membros trabalham como educadores em lares, famílias acolhedoras ou como capacitadores em instituições de acolhimento
  • Incentiva intercâmbios profissionais entre os FICEs locais

ESTRUTURA

A Assembléia Geral

  • Aberta a todos os membros do FICEO

Conselho Geral

  • Tem a palavra final sobre decisões
  • Decide sobre a admissão de novos membros
  • Elege os cargos honorários do FICE-Internacional

Ocorrem, geralmente, a cada dois anos, ao início do Congresso Internacional Bienal do FICE. Cada país membro tem dois votos na Assembléia Geral.

O Conselho Federal

Nos períodos entre as Assembléias Gerais, decisões políticas e econômicas do FICE são tomadas pelo Conselho Federal. Este é formado por dois representantes de voto de cada país Membro Pleno, no entanto, Membro Associados também  podem enviar representantes e países onde não há organizações associadas podem ter indivíduos convidados a critério do(a) Presidente.
O Conselho Federal geralmente se reúne duas vezes ao ano, na primavera e no outono, e os encontros podem ocorrer em diversos lugares do mundo. O Conselho Federal é o maior fórum de debates dos negócios FICE e determina como ele desenvolve sua identidade internacional.

Ele discute questões como:

  • Admissão de novos membros
  • Programas de atividades internacionais
  • Projetos internacionais
  • Questões constitucionais
  • Questões a serem colocadas para a Assembléia Geral
  • Finanças- Relatórios da UNESCO, UE e ECOSOC- Relatórios dos FICEs Locais
  • Políticas envolvendo crianças e jovens

As reuniões executivas, comumente, ocorrem com visitas aos serviços de atendimento à criança e acompanhadas de um seminário de um dia promovido pelo membro anfitrião, mas é comum que se aproveite a ocasião para envolver palestrantes de outros países.

O Comitê Executivo

Nos períodos entre os encontros do Conselho Federal, o(a) Presidente, o(a) Secretário(a) Geral e o(a) Tesoureiro(a) reunem-se para:

  • Organizar os negócios do Conselho Federal
  • Tomar decisões necessárias antes da próxima reunião periódica

Sob demanda do(a) Presidente, outras pessoas podem ser convidadas a participar do Comitê Executivo.

O Comitê de Audição

O Conselho Federal tem um subcomitê, composto por três membros do Conselho Federal, para examinar as finanças em nome deste.
Hermann Radler | Presidente do FICE Internacional
Emmanuel Grupper | Vice Presidente do FICE Internacional
Bettina Terp | Secretária Geral
Rolf Widmer |Tesoureiro
Katerina SImeonova | Assistente Técina

HISTÓRIA

O FICE foi fundado com o patrocínio da UNESCO em 1948, num momento em que escolas, casas de acolhimento e instituições para crianças foram adaptadas para atender às necessidades das milhões de crianças órfãs devido à Segunda Guerra Mundial.

Muitas dessas crianças viajaram para longe de seus lares fugindo da Guerra ou foram transportadas por ordem dos Governos. Elas não mais tinham uma comunidade consistente, apenas um conglomerado de crianças de diversos países e culturas. Viu-se que uma rede internacional de cuidado poderia ajudar as pessoas a aprenderem umas com as outras e desenvolverem habilidades para suceder na tarefa de promover um futuro frutífero para essas crianças.

Após a Guerra, muitos países europeus se desenvolveram economicamente e os desafios com relação às crianças e aos jovens mudaram. Em resposta, o FICE cresceu e se desenvolveu. Mudou seu nome original (Fédération des Communautés d’Enfants) para melhor representar as mudanças em seus objetivos, mas manteve a sigla para que não se perca sua história e identidade.

Por toda sua história, houve membros ativos do FICE em diversos países da África e América. Embora maior parte de suas atividades aconteça no continente europeu, o FICE deseja desenvolver cada vez mais as parcerias internacionais para que seu trabalho reflita a preocupação e o aprimoramento dos servições para crianças e jovens.

The Honorary Officers of FICE

Presidents

  • Hermann Radler | Austria 2017 – Present
  • Dashenka Kraleva | Bulgaria 2010 – 2017
  • Monika Niederle | Austria 2006 – 2010
  • Theo Binnendijk | Netherlands 2000 – 2006
  • Robert Soisson | Luxembourg 1994 – 2000
  • Dr. Steen Mogens Lasson | Denmark 1988 – 1994
  • Prof. Heinrich Tuggener | Switzerland 1982 – 1988
  • Raoul Witzberger | Belgium 1975 – 1982
  • Louis Francois | France 1970 – 1975
  • Rene de CoomanvBelgium 1950 – 1970
  • Peggy Volkov | United Kingdom -1950
  • Robert Preaut | France 1948 – 1950

Federal councils:

  • November 2014 | Barcelona, Spain
  • April 2014 | Frankfurt, Germany
  • October 2013 | Bern, Switzerland
  • April 2013 | Sofia, Bulgaria
  • October 2012 | Sofia, Bulgaria
  • May 2012 | Israel
  • October 2011 | Bucharest, Romania
  • April 2011 | Prague, Czech Republic
  • December 2010 | Stellenbosch, South Africa
  • May 2010 | Tallinn, Estonia2009 Ohrid, Macedonia
  • May 2009 | Soro, Denmark
  • October 2008 | Blagoevgrad, Bulgaria
  • 2008 | Helsinki, Finland
  • October 2007 | Tel Aviv, Israel
  • September 2006 | Sarajevo, Bosnia-Herzegovina
  • September 2005 | Alba Julia, Romania
  • September 2004 | Glasgow, Scotland
  • May 2004 | Plovdiv, Bulgaria
  • October 2003 | Roskilde, Denmark
  • April 2003 | Moscow, Russia
  • September 2002 | Berlin, Germany
  • April 2002 | Budapest, Hungary
  • October 2001 | Bucharest, Romania

 

O QUE É O FICE BRASIL?

O NECA – Associação dos Pesquisadores de Núcleos de Estudos e Pesquisas sobre a Criança e o Adolescente, filiou-se desde 2013 à FICE Internacional – Federação Internacional de Comunidades Educativas, a convite da Dra. Phil Anna Katharina Schmid, representante da FICE Suíça, tornando-se membro pleno do FICE Internacional em agosto de 2016 com a tarefa de ancorar o FICE-BRASIL. Esta participação supõe o compromisso de organizar a seção nacional do FICE e ampliar o intercâmbio nacional e internacional.

Desde então, o FICE BRASIL vem recebendo anualmente a colaboração de parceiros internacionais nos seminários realizados pelo Neca, assim como participa igualmente dos eventos internacionais promovidos pelo FICE em diferentes países.

Em 2015, em parceria com as Aldeias Infantis SOS, Instituto Fazendo História, Rede Não bata, Eduque, Plan Internacional, Berço da Cidadania e Fundação Abrinq desenvolveu-se a Campanha Cuida Bem de Mim, com um olhar para a qualificação dos serviços de acolhimento e para o desafio de buscar as alternativas de cuidado que resguardassem o melhor interesse da criança. A perspectiva era a de construir uma ideia de cuidado conectado com o direito e com a humanização das relações nos serviços e programas de socioeducação e proteção social.

O FICE BRASIL pretende construir parcerias e alianças com redes já existentes que atuam em prol dos direitos da criança e do adolescente com demandas de proteção integral e proteção especial. Cada uma destas redes potencializa um dos aspectos dos direitos da criança trazendo contribuições importantes para consolidar os objetivos do FICE-BRASIL.

Neste momento, sendo o NECA representante regional do Movimento Nacional Pró-Convivência Familiar e Comunitária, tem buscado uma aproximação do FICE BRASIL com esta rede nacional visando ampliar as ações que poderão contribuir para o avanço do direito à convivência familiar e comunitária no Brasil.

 

VISÃO

A visão do FICE- BRASIL, em sintonia com o FICE-Internacional,  é a de estimular, apoiar e realizar ações conjuntas com as redes nacionais que desenvolvem projetos e movimentos visando a melhoria da atenção integral à crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, apoiando a formação dos profissionais e atuando ativamente na definição de leis e políticas que possam favorecer o desenvolvimento  de contextos seguros, de famílias apoiadas e de políticas integradas de proteção.

 

Princípios da FICE- BRASIL

  • A base para o trabalho social, político e educativo com crianças e adolescentes é a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança e o ECA- Estatuto da Criança e do Adolescente.
  • O respeito às necessidades específicas da criança, do adolescente, próprias de sua faixa etária e de sua condição pessoal e social devem orientar o trabalho socioeducativo.
  • A busca de soluções que combinem o interesse da criança e do adolescente, um ambiente seguro de relacionamentos e a criação de oportunidades concretas para seu crescimento pessoal e social são uma meta importante das ações sociais, familiares e comunitárias.
  • O reconhecimento de que a família e a convivência familiar e comunitária são direitos fundamentais das crianças e adolescentes deve se concretizar na oferta de apoio as ações de fortalecimento da capacidade protetiva das famílias, sempre que esta estiver em situação de fragilização ou dificuldade.
  • As práticas educativas que promovam o desenvolvimento integral, a autonomia e a participação de crianças e adolescentes e o desenvolvimento de sua capacidade de reflexão sobre a realidade devem ser estimuladas e apoiadas pelos responsáveis pelos serviços e programas que os atendem.
  • O desenvolvimento, o reconhecimento e a profissionalização dos educadores, agentes, especialistas e gestores que atuam direta ou indiretamente nos serviços de proteção e de saúde com crianças, adolescentes e famílias com demandas especiais são condições importantes para a melhoria dos serviços e programas.
  • O desenvolvimento de uma sociedade menos desigual, multicultural, diversa e sem discriminação, unida em torno dos direitos humanos de todos e de modo especial, das crianças, adolescentes e famílias mais vulnerabilizados pelas condições adversas da desigualdade social precisa ser incluído na pauta social brasileira e nas práticas de socioeducação.

 

Objetivos da FICE BRASIL

  • Estabelecer parcerias com outras redes no desenvolvimento de ações e programas de fortalecimento da garantia dos direitos de crianças e adolescentes e da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos na área da proteção social e em outras áreas em programas integrados.
  • Promover o intercâmbio nacional e internacional de conhecimentos e experiências no campo do trabalho da proteção e da educação social com crianças, jovens e famílias.
  • Oferecer e facilitar o acesso às oportunidades de formação contínua de trabalhadores da área por meio de cursos, reuniões, seminários, simpósios e projetos em cooperação e incentivar o intercambio profissional entre as organizações e entre os profissionais.